Município de Alijó


Tomada de posse dos novos órgãos autárquicos do Município de Alijó

Mini_0

No passado Domingo, 17 de Outubro, decorreu no Teatro Auditório Municipal de Alijó a cerimónia de instalação dos órgãos autárquicos municipais. Tomaram posse os eleitos para a Câmara e Assembleia Municipal e os primeiros das listas vencedoras de cada Assembleia de Freguesia. O Teatro Auditório Municipal encheu-se de convidados e de público que não quis deixar de assistir a esta cerimónia que marca a entrada em funções dos novos órgãos autárquicos saídos das eleições de 11 de Outubro. Na Câmara Municipal, o presidente, Artur Cascarejo, renovou o mandato pela terceira vez enquanto na Assembleia Municipal saiu Joaquim Cêrca e entrou João Manuel Costa. Foram ainda empossados como vereadores pelo Partido Socialista Adérito Figueira, Luís Azevedo e Eduarda Sampaio, e, pela coligação PSD/CDS, Miguel Rodrigues e Goreti Cachide, tendo o vereador eleito em segundo lugar pela coligação PSD/CDS, Joaquim Grácio, renunciado ao seu mandato. Joaquim Cêrca, visivelmente emocionado, relembrou os seus cerca de vinte e cinco anos de vida no concelho de Alijó: “Desde há cerca de 25 anos que a minha vida e o Concelho de Alijó se cruzaram de uma forma tão irreversível e tão fantástica, que me assalta muitas vezes a dúvida sobre “quem pertence a quem”: Alijó faz parte de mim ou farei eu, parte de Alijó? Este Concelho escancarou-me as suas portas e fez de mim tudo: consolidou-me profissionalmente; entregou-me a Presidência da Câmara; confiou-me a liderança da Assembleia Municipal; outorgou-me à condição de Deputado da República e deu-me, inequivocamente, aquilo que não se busca, não se sonha, nem se deseja, mas se pratica: Amizade, Consideração, Respeito!” Por sua vez, o Presidente da Assembleia Municipal empossado, João Manuel Costa, garantiu, no seu discurso inaugural, que a Assembleia Municipal “assumirá, tenho a certeza, uma atitude de cooperação institucional com a Câmara Municipal na procura das soluções para a criação de melhores condições e qualidade de vida das populações deste nosso Município.” Artur Cascarejo traçou, no seu discurso, as principais linhas orientadoras do mandato que agora começa: “ Honra-nos pois o passado, estamos determinados a concretizar os projectos do presente e temos uma enorme confiança no nosso futuro colectivo, assente na ideia-força de que o nosso Concelho só poderá afirmar-se como um território competitivo se apostar nos recursos endógenos e na qualidade dos produtos para que estamos vocacionados: o vinho, o azeite, a fruta, os produtos da floresta e as raças autóctones. Ultimamente, o sector Turismo associou-se a estas áreas tradicionais, afirmando-se cada vez mais como um pilar vital para o nosso desenvolvimento”. Artur Cascarejo terminou o seu discurso de tomada de posse apelando à união de esforços daqueles com quem irá trabalhar mais de perto: “Vamos, em conjunto, transformar as dificuldades em novas oportunidades, para afirmarmos este território como um espaço cada vez mais competitivo, cada vez mais atractivo, cada vez mais solidário… uma terra deslumbrante onde vale a pena viver!” A cerimónia de instalação dos órgãos autárquicos terminou com uma muito concorrida sessão de cumprimentos aos empossados.

Adicionada: 22 de Outubro 2009

Projetos cofinanciados pela EU


* Boletim Municipal Digital

Fique a par de todas as nossas novidades em primeiro lugar. Subscreva já o nosso Boletim Municipal Digital.

 

RPGN

A RPGN é um incentivo à empregabilidade dos jovens

PDR2020

PDR2020

SOS Vespa

SOS-VESPA

NetEmprego

NETEMPREGO

Comércio investe

Comércio investe
QREN